Quinta-feira, 31 de Janeiro de 2008

A festa de novo!

 

A  festa das artes


A festa voltou à zona de Miguel Bombarda: as galerias inauguraram novas exposições de arte e as ruas encheram-se de animação e de pessoas.

Chegámos às 15:00 mas ainda havia pouco movimento. Reunimos no CCB para organizarmos o trabalho de exploração das galerias e lojas e fazermos contactos. A partir das 16:00 até à noite a quantidade de pessoas não parou de aumentar. A animação nas ruas das galerias de arte contou com várias intervenções.


A música ficou a cargo da The Famous Band que percorreu as rua Miguel Bombarda e as ruas em volta: Cedofeita, do Rosário, de Adolfo Casais Monteiro e de Júlio Dinis, mais as paralelas ruas da Maternidade, do Breyner e de D. Manuel II. O trânsito, como sempre, dificultou o seu percurso bem como dos visitantes. A banda dos homens às riscas também se passeou nas ruas e nas galerias.

  

   

 

   

 

 

Os “executivos excêntricos” apareceram no papel dos relógios dos quadros de Dali; a noite trouxe luz colorida às fachadas das casas.


   

Mas o mais importante passou-se nas galerias onde se puderam ver as obras de autores consagrados e de jovens artistas: Graça Morais, Jaime Isidoro, Luis Palma, Ana Rute Medeiros, Ana Velez/Ray Smith, Tiago Almeida, Júlia Pintão, Daniela Steele, Raquel Gralheiro, etc. Entrámos e saímos, vimos várias expressões artísticas, recolhemos textos e panfletos. Tirámos apontamentos, falámos com galeristas e alguns artistas. Houve coisas de que gostámos, outras não!

 

   


   


    

 

 

O whisky The Famous Grouse continuou a ser o elemento mais forte no apoio às iniciativas.

De acordo com alguns testemunhos, a CMP finalmente deu algum apoio ajudando na divulgação das exposições.

Se há muitos que estão mais satisfeitos com a animação introduzida, vozes críticas também se fazem ouvir relativamente a esta forma de animar a zona:


Não há lugar à reflexão neste parque humano, o objecto artístico tomou o lugar do carrossel. Se por um lado, os galeristas poupam uns trocos com estes patrocínios, por outro perdem identidade. A exemplo: o convite, que por vezes era trabalhado pelo próprio artista e assim integrado na exposição, agora é um clone. (http://sombrachinesa.blogspot.com).


Temos de estar mais atentos na próxima inauguração!

artigo do grupo bombarte às 23:32
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 30 de Janeiro de 2008

O CCB do Porto

 

Um shopping diferente


Na rua das galerias abriu, em 27 de Maio de 2007, o CCB - Centro Comercial Bombarda. Concentra 27 lojas de artesanato urbano, bonsais, joalharia, merchandising cinematográfico, café, atelier de serigrafia, galerias de arte, roupas, etc. A decoração, design, acessórios, mobiliário e arquitectura estão também presentes. Os responsáveis e os gestores de todo o CCB, são Artur Mendanha e Marina Costa.

 

   

 

   

 

É um centro muito diferente dos shoppings que estamos habituados a frequentar: o arco-íris do chão orienta-nos para lojas que se distinguem das outras, pelo tipo de produtos que vendem e pelas relações que estabelecem com os clientes. Vamos dando a conhecer os principais espaços de CCB. Uma das entradas, mostra que estamos num shopping diferente!

 


Centro Comercial Bombarda
Rua Miguel Bombarda 285
4050-379 Porto

http://www.ccbombarda.blogspot.com/

http://jpr.icicom.up.pt/2007/12/ccbombarda_um_espaco_diferente.html

 

artigo do grupo bombarte às 23:17
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 25 de Janeiro de 2008

BoAtirar

 

Visita á loja / atelier de Serigrafia

 

O nome desta loja/atelier de serigrafia, situada no CCB (Centro Comercial Bombarda), foi-nos explicado pela responsável: quando se apresenta a prova da serigrafia ao autor do original a reproduzir, ele deverá escrever “Boa a tirar” no caso de considerar que o trabalho pode ser passado a serigrafia.

A responsável pelo atelier, Catarina Lopes, disse: “Somos a primeira loja de venda de obra gráfica, com produção de serigrafias. Editamos obras de autores consagrados como José Rodrigues, Sobral Centeno e também de jovens autores”

Para além da produção e venda de serigrafias a BoAtirar organiza workshops onde é possível aprender esta arte: http://ccbboatirar.blogspot.com/

Tivemos oportunidade de assistir a uma demonstração da técnica: neste processo de impressão a tinta é colocada numa tela preparada para o efeito e puxada pela pressão de um rolo.

 

 

    

 


O número de exemplares produzidos não ultrapassa, em geral os 200. Cada cópia tem registado o respectivo número de série. Para além destas impressões, existem as provas de autor (PA) cuja numeração é registada em números romanos.

A serigrafia é uma forma de as pessoas, que não têm possibilidades económicas para comprar quadros originais, poderem levar para casa obras de arte. Catarina Lopes explicou também a diferença entre serigrafia, gravura e litografia.


http://pt.wikipedia.org/wiki/Serigrafia

http://pt.wikipedia.org/wiki/Gravura

http://pt.wikipedia.org/wiki/Litografia


BoAtirar - CCBombarda

Rua Miguel Bombarda 285 Loja 23

Porto

 

artigo do grupo bombarte às 23:51
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 23 de Janeiro de 2008

Problema 1 :

 

Automóveis e peões

Das conversas que tivemos com galeristas, comerciantes e público que frequenta a zona de Miguel Bombarda há uma ideia comum: o trânsito automóvel devia ser proibido.

Como é possível que, numa rua com passeios tão estreitos, as pessoas possam com calma e relaxamento fazer o percurso das galerias? Como é possível a permanência do estacionamento? Onde cabem todos? (automóveis estacionados, pessoas a circular, trânsito automóvel regular!). Como é possível a animação da rua com o espaço ocupado pelos automóveis?

Assistimos a cenas caricatas, por exemplo no dia das inaugurações: a banda de música, tinha de recolher aos passeios para deixar passar os carros, os animadores atropelavam-se, o público encolhia-se.

As fotografias que tirámos em diferentes inaugurações mostram bem que carros e pessoas, neste espaço, não combinam.

 

  

 

 

 

Na pesquisa que fizemos, encontrámos na proposta do arquitecto Filipe Oliveira Dias, que já citámos, uma proposta simples e eficaz. Aqui vai reproduzida:


Na Rua Miguel Bombarda, a prioridade é para o peão, não impedindo contudo que o automóvel possa aí circular.
É garantido o acesso de automóveis de moradores com garagem, de veículos para cargas e descargas e de veículos prioritários (saúde, ordem pública e bombeiros, por exemplo). Em determinados períodos, se tal for considerado vantajoso ou necessário (horas de ponta, por exemplo), a rua poderá ser aberta a todos os veículos.

http://www.filipeoliveiradias.pt/html/pt/projectos/ficha.asp?P_cod_projecto=110


De que se está à espera? A nossa proposta não difere da do arquitecto. Só é necessário que a CMP a aplique!


 

artigo do grupo bombarte às 15:01
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 19 de Janeiro de 2008

As toupeiras continuam a escavar...

 

Andamos a trabalhar …


Não temos dado notícias porque o trabalho de campo e respectivo tratamento nos tem absorvido todo o tempo. Muitos de nós trabalhámos bastante nas férias do Natal. Estamos a desenvolver contactos e chegamos à conclusão que há uma grande abertura das pessoas e instituições ao nosso projecto. Ao identificarmo-nos como alunos de Área de Projecto do 12º ano e ao esclarecermos o que pretendemos, todas as portas se abrem. Pensamos que os galeristas, outras instituições e comerciantes percebem que o nosso trabalho pode ser importante. E de facto nós queremos que o projecto tenha consequências práticas!


 

Manuel dos Santos Maia


Estabelecemos um contacto com Manuel dos Santos Maia. A professora de AP fez a ligação porque o conhecia das visitas de estudo em Serralves e de exposições em que apresentou os seus trabalhos enquanto artista plástico.

O nosso primeiro encontro aconteceu no sábado ao fim da tarde no Centro Comercial Bombarda (CCB). Numa conversa breve - como se vê na fotografia, estávamos de pé numa das entradas do CCB – deu-nos uma ideia do que ia acontecendo na zona, chamando-nos a atenção para aspectos artísticos que não passam pelas galerias. É um caminho a explorar. Entretanto, fomos à Internet para conhecer quem é.

http://manuelsantosmaia.blogspot.com/

Temos combinado um encontro na escola para falarmos com mais tempo.


 

 

O que vamos fazer?


Temos vários compromissos para esta semana: entrevista marcada com a galerista Manuela Hobler, com a designer Sofia Assalino, com a pintora Júlia Pintão e outros. Vamos participar numa demonstração num atelier de serigrafia no CCB, continuar os contactos com o Museu Soares dos Reis, a Galeria do Palácio de Cristal … Enfim, muito trabalho! Ah! E vamos intervir na escola para levar as pessoas a Miguel Bombarda.

artigo do grupo bombarte às 21:10
link do post | comentar | favorito
|

> 12ºJ - Esc. Sec. Filipa de Vilhena

> Julho 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


> Links

> últimos posts

> Nós em notícia

> Fomos ao jornal Público!

> Ganhámos!

> Propostas

> Gatos e gatas

> BBI - Breve Bilhete de Id...

> BBI - Breve Bilhete de Id...

> MB na ESFV

> Socorro!

> Reportagem

> arquivo

> Julho 2008

> Junho 2008

> Maio 2008

> Abril 2008

> Março 2008

> Fevereiro 2008

> Janeiro 2008

> Dezembro 2007

> Pesquisa

 

> Circuito Cultural Miguel Bombarda

Free Image Hosting at www.ImageShack.us

» Mapa do Circuito Cultural Miguel Bombarda

(clicar na imagem ou no link para ver em tamanho maior)
RSS
RSS